A Bíblia, como livro aberto: 
de Abril 2006

la bible 

  Obras maiores
 

Partenia



Diario de Bordo



Retrospectiva

Historia

Link

E-mail

 

Obras maiores
 
oeuvres plus grandes "Aquele que acredita em mim fará também as obras que eu faço; e fará obras maiores do que estas, porque eu vou para o meu Pai." (Jo 14,12) 
 
Desde que Jesus veio que nada ficou no mesmo sítio. Ele virou tudo de pernas para o ar, não foram só as mesas dos cambistas do Templo. O "mais pequeno" entre nós, a criança, sem palavra e sem nome, é "o maior" em casa dele. (Lc 9,48)
 
O maior entre nós, o mais rico, o mais sábio, o mais poderoso, o mais santo, o mais devoto, o mais solidário: eis o que é pequeno a seus olhos e segundo a sua medida. É quanto basta para desencorajar todos os nossos esforços e para reduzir a nada todas as nossas Quaresmas.
 
servir
 
E ainda: "Que o maior seja como o menor e aquele que mandar como aquele que serve." (Lc 22,26) Poderá ser este um programa político e a lei das nossas cidades?

 

 
Que resta dizer, senão que as nossas categorias são vãs para pensar a pessoa de Jesus, que vãs são as nossas generosidades para entendermos a sua mensagem. Experimentámos todas as escolas de oração, pagámos retiros, fomos para mosteiros, enchemos os nossos oratórios de velas, ícones e frases devotas. E continuámos sem encontrar Deus.
 
Depois fechámos os olhos, mergulhámos no nosso próprio coração e reconhecemos que "Deus é maior do que o nosso coração." (1 Jo 3,20).
Foi aí que compreendemos que as "grandes obras" que Jesus fez, nós também as fazemos: onde nós estamos, está ele, e é por isso que os coxos andam, os cegos vêem e os surdos ouvem, através de nós, pela fé nele que se comunica a todos nós.
 
Quanto às "obras maiores", nós, os seus discípulos, hoje vamos além da Palestina, até aos confins do mundo, e levamos a sua vida até ao fim do tempo. Também estas são as suas obras e são "maiores" porque ele continua a sua obra em nós.
 
Aquilo que fazemos hoje é uma ceifa mais abundante do que a sementeira, uma árvore maior do que o grão, onde as aves se abrigam, um Reino onde a justiça vai sendo construída todos os dias, onde há um grande povo a reconciliar.
Foi esta a responsabilidade que Jesus nos confiou. Este Reino, que ele inaugurou com a sua vinda ao nosso mundo, cabe-nos a nós concluí-lo, por meio do Espírito que ele nos deixou. 

Royaume